A cobertura de cabeça no culto público

[Por: William Macleod]

“…1 Cor 11 pode ser difícil de se fazer a exegese. Mas é claro que há alguma coisa ali que é muito importante, caso contrário o Apóstolo não iria buscar argumentos na criação, iria argumentar com base nos costumes comuns em si.

O problema em questão em Corinto parece ser o de que as mulheres não estavam reconhecendo a diferença que deve haver entre suas vestimentas e a dos homens, entre seu comportamento e o dos homens. Estavam agindo e se vestindo igual aos homens para alcançar a liderança na pregação e na adoração ‘orando e profetizando por meio de ter suas cabeças descobertas‘.

No ponto central sobre a ‘cobertura‘ há duas possibilidades interpretativas comuns – ou o cabelo longo, crescido, foi dado para as mulheres para servir como véu e elas devem ter cabelos distintamente mais longos que os dos homens; ou elas tem de usar um véu, uma cobertura sobre a cabeça, como símbolo da autoridade do homem sobre ela.

Se alguém pensa a primeira hipótese ser a mais plausível, mas ao menso reconhece que, talvez, a segunda hipótese seja verdade, só pelo temor da desobediência, para se certificar de que se está cumprindo tudo o que é exigido na passagem, o melhor seria fazer ambos – terem o cabelo longo e usar o véu; e isto tomando somente a posição de quem tem alguma dúvida. Ao que está certo da interpretação, está certo da mesma prática – o cabelo longo e o véu.

Chegando ao final, na dúvida a respeito da (συνηθειανSunetheia¹. Sunetheia é obviamente aquilo que o Apóstolo está condenando. Há uma prática que as igrejas não tem – nenhuma delas – e portanto, os Cristãos não devem permitir tal prática. Não pode se referir à cobertura, porque Paulo está argumentando a favor da cobertura. Em lugar, ‘sunetheia’ se refere ao errado costume das mulheres não usarem a cobertura e agirem e se vestirem como os homens. Até os anjos são ofendidos por esta rejeição da autoridade imposta por Deus.”…

¹. (συνηθειαν) Sunetheia – cuja tradução literal é costume (1 Co 11:16)
___________________________________________________________________
William Macleod – Conversa por email.
Tradução: Salomão Rod