A responsabilidade do Pastor

[Por: Thomas Manton]

“…Nós temos uma solene carga dada por Cristo: ‘Conjuro-te, pois, diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu reino, que pregues a Palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda longanimidade e doutrina’ (II Tim 4:1-2). Deve ser realmente uma droga poderosíssima, que pode embrutecer e anestesiar a consciência de um ministro, de forma a ele não sentir a terrível autoridade de tal carga. As almas imortais e preciosas dos homens são a nós confiadas, almas a respeito das quais Deus ocupou os Seus pensamentos desde a eternidade, tendo-as como propósito de Cristo derramar o Seu próprio sangue, pela vitória. E pelas bodas Dele próprio com elas, Jesus vos colocou no ofício e de cujas mãos ele também exigirá contas quanto a elas, no grande dia.
(…)
O chamado interno não é suficiente; para preservar a ordem na Igreja, um chamado externo é necessário. Como Pedro, em Atos 10, foi chamado por Deus para ir até a casa de Cornélio e então, além disso, ele recebeu um chamado do próprio Cornélio, assim devemos também nós, tendo um chamado interno do Espírito, esperar por um chamado externo da Igreja, do contrário não podemos legalmente ser admitidos para o exercício de um ofício e função tais. Assim, como no Antigo Testamento, a tribo de Levi e a casa de Aarão foram indicados por Deus para o serviço do altar, ainda assim ninguém poderia exercer o chamado de um Levita ou servo como um sumo sacerdote até ser ungido e purificado pela Igreja (Êxodo 28:35). Assim os ministros do evangelho, embora chamados por Deus, devem ter sua separação externa e apartados para aquela obra pela Igreja, como diz o Espírito Santo: “Apartai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a que os tenho chamado”. (Atos 13:2). Vejam, o Espírito de Deus os havia escolhido, todavia ordena à Igreja, aos presbíteros em Antioquia, para apartá-los para a obra do ministério”…
___________________________________________________________________
Thomas Manton – Complete Works of Thomas Manton, D.D. Vol. X – p.472.
Fonte: Projetos Os Puritanos
Outras obras AQUI